Cubo Mágico

aqui tinha artes, teatro, cultura digital e crônicas contemporâneas

Posts Tagged ‘o pedido de casamento

O Pedido de Casamento, O Urso

with 6 comments

Agora estou de férias do jornal. Isso deixa as coisas mais fáceis para este Cubo.

Eis o motivo da falta de posts:

Flyer das peças O Urso e O Pedido de Casamento

Como só amigos passam por aqui, não vejo mal em divulgar nosso exame aberto. Não é um espetáculo profissional ainda, mas um exercício de atores. Por isso o cuidado em não se expor. De qualquer forma, vale a diversão e a curiosidade de ver algumas experimentações cênicas e a estréia como ator de várias pessoas que, amanhã, podem estar pelos palcos da cidade. Eu inclusive.

São duas peças curtas do dramaturgo e escritor Anton Tchekhov, comédias clássicas do teatro russo. As narrações se passam na virada do século e contam histórias cotidianas com profundidade psicológica assustadora. As peças de Tchekhov — e aqui está a grande dificuldade — têm personagens com “curvas fechadas”. Eles mudam de opinião e de estado geral em 2 minutos, não esperam a ação toda da peça. É muito difícil construir isso com fé cênica, verdade, se deixando atravessar por uma realidade tão distante da nossa por aqui.

Se você for e puder, leia isso aqui antes (ou depois):

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anton_Pavlovitch_Tch%C3%A9khov

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imp%C3%A9rio_Russo

http://pt.wikipedia.org/wiki/Stanislavski

http://www.englishrussia.com

http://www.celiahelena.com.br

Tem outra peça de Tchekhov em cartaz na cidade, esta profissional, dirigida pelo Celso Frateschi. É Tio Vânia, outro clássico, lá no Ágora. Falando nela, existe um filme americano de 1994 que adapta o universo de Tchekhov para os EUA, Vania on 42nd Street (Tio Vania em Nova York, em português) Vania on 42nd Street. Fora fitas particulares, só tem uma cópia em VHS desse filme em São Paulo, na 2001 da Washington Luís. Fiz uma cópia em DVD. Quem quiser, mande um e-mail que eu dou um jeito de copiar.

Recado caga-regra: Não vá ao teatro apenas por ir. Pense sobre o que será dito, estude o autor/diretor, pesquise depois da encenação. Aproveite para aumentar repertório, fazer valer o ingresso não apenas como diversão pré-pizza, mas como experiência de vida. Os bons textos e montagens só são realmente transformadores se o espectador permitir.

Última coisa: vasculhando a internet sobre a Rússia, cheguei num vídeo sensacional da campanha do Reagan à presidência dos EUA em 84, quando ele diz “there’s a bear on the woods”. O urso, sim, é a Rússia. Ahá, descobriu o porquê do nome da peça?

Bom, chega de papinho porque ainda são vários ensaios antes de terça que vem.

Written by Lucas Pretti

novembro 24, 2008 at 1:29