Cubo Mágico

aqui tinha artes, teatro, cultura digital e crônicas contemporâneas

Você transaria com um robô?

with 2 comments

Mulher-robo e humana

A edição da revista Época que ainda está nas bancas traz uma entrevista tão importante quanto perturbadora sobre o futuro de todos nós. O pesquisador escocês David Levy, autor de Love and Sex with Robots, fala sobre nossos futuros parceiros sexuais, os robôs. Olhe a foto ao lado, usada para ilustrar a matéria, e diga quem é a humana. Não dá para saber com toda a certeza. Então… por que não transar com as duas?

A questão é mais difícil do que parece porque não se trata apenas de extensões de bonecas (os) infláveis. Ali terá textura, temperatura, reações. E o maldito envolvimento humano – o centro da teoria. Seremos, segundo Levy, capazes de amar robôs e entraríamos então no maior dilema ético da humanidade. Transar com robôs é traição? Podemos desligá-los se não quisermos mais?

Resposta: na foto, o robô é a da esquerda, com traço japonês.

Os principais trechos da entrevista abaixo (e o link para a matéria completa aqui):

ÉPOCA – Por que as pessoas se apaixonariam e fariam sexo com robôs?
David Levy
– A curiosidade é um grande motivo, mas o principal é a solidão. Há milhões de pessoas solitárias no mundo porque são tímidas, têm uma personalidade difícil ou não obedecem a padrões estéticos… Elas poderiam ser muito mais felizes se tivessem alguém para amar e para amá-las. Quando o assunto é sexo, os robôs seriam ainda mais especiais para dar prazer físico do que essas bonecas sexuais que já são vendidas. Eles serão capazes de falar, mover os braços, as pernas. Terão emoções artificiais.

ÉPOCA – É possível nos apaixonarmos por máquinas?
Levy
– Hoje, as pessoas já se apegam a bens materiais e isso se estende a computadores e outros aparelhos eletrônicos. Esse fenômeno, notado por psicólogos nos últimos 20 anos, veio junto com tecnologias que se tornaram imprescindíveis. Esses equipamentos têm um significado especial para nós porque os escolhemos, personalizamos, levamos para muitos lugares. Você vê pessoas lustrando o carro em uma manhã de domingo porque para elas o automóvel é a coisa mais importante da vida. Por que um robô que pode falar com você não seria? O Tamagotchi, aquele bichinho virtual, é um exemplo muito interessante de como é possível nos apegarmos a robôs.

(…)

ÉPOCA – E a atração sexual? Os feromônios, substâncias químicas liberadas pelo organismo para atrair o sexo oposto, não têm um papel fundamental?
Levy
– Há muitas empresas que estão desenvolvendo odores artificiais. No futuro, será possível imprimir uma mensagem que alguém lhe enviou com cheiro. Um cartucho, semelhante aos de tinta usadas em impressoras, misturará substâncias e criará vários odores. Os robôs usarão esse mesmo tipo de tecnologia e serão capazes de criar feromônios e cheiros atrativos.

ÉPOCA – O sexo com robôs terá a mesma qualidade do feito com os humanos?
Levy
– Os robôs serão ainda melhores porque nós poderemos programá-los com todos os manuais e guias sexuais que já foram escritos. Os robôs serão os melhores amantes do mundo. Será muito difícil psicologicamente para o homem fazer amor com uma mulher quando ele souber que ela já teve a mais fantástica experiência sexual com um robô. Ele ficará preocupado com sua performance, e isso poderá afetá-lo.

Anúncios

Written by Lucas Pretti

dezembro 21, 2007 às 4:36

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. NÃÃÃÃÃÃOOO!!!

    WQEQWE

    janeiro 9, 2010 at 16:27

  2. A cena é dificil de digerir, nada é igual… O sexo é sexo com mulher e nao com boneca.

    Jorge Caiaia

    julho 12, 2012 at 17:49


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: