Cubo Mágico

aqui tinha artes, teatro, cultura digital e crônicas contemporâneas

Sobre ricos e famosos

leave a comment »

diana krall no villa-lobos

No último domingo, a cantora Diana Krall esteve em SP para show de graça do Parque Villa-Lobos. Cerca de 35 mil pessoas assistiram ao que a mídia chama de “diva do jazz”. Simpática, ela brincou com o calor (“para uma canadense, é difícil imaginar uma terra que, em dezembro, faz um sol desses”) e tirou sarro dos bonés verde-limão distribuídos pela patrocinadora oficial.

Eu fui, convidado pela Telefônica, a tal patrocinadora oficial. O evento se chama “Telefônica Open Jazz” (tem site aqui). Uma área atrás do palco protegia os ricos e famosos (e alguns nem um nem outro, como eu) do sol de rachar que atormentava o público (se você conhece alguém que foi, pode ter certeza de que voltou queimado). É dessa área que quero falar.

Como qualquer setor vip para convidados e imprensa, tinha comidinhas free, sorvetes de graça, bebidas (nada de álcool) e uma babação só. Os descolados do high-society estavam lá, a maioria de bermuda xadrez, all-star e bonezinho style (homens) e vestidinhos soltos, óculos enormes e sandalinhas mostrando a unha do pé pintada de cor escura (mulheres). Repórteres da Caras e etc circulavam, claro, já que farejam com facilidade a concentração de PIB.

Todos eram risinhos, mãozinha pra cá, cabelo para lá, abracinhos cínicos e um olhar de cima abaixo para cada um que se aproximava com o intuito de: 1) sacar a roupa e 2) sacar quem é o recheio da roupa (e como anda a forma desse recheio).

Olhando para aquela galera vip, fiquei imaginando a visão de mundo que o dinheiro não constrói nas pessoas. Elas não fazem idéia do que é um metrô lotado, ficar na rua depois de perder o último ônibus nem imaginam enfrentar o sol para ver Diana Krall. Se tirar o brunch, então, nem aparecem.

Por outro lado, como pais ricos devem educar os filhos? Resistir à tentação de proporcionar tudo de bom? O que será de pessoas como Sasha, Joaquim e Benício Huck, Lucas Jagger?

Não ser um rico/famoso tem lá suas vantagens, principalmente quando dá para escapar de vez em quando para uma área vip. Diz a máxima: jornalista almoça com ministro e volta de ônibus.

Anúncios

Written by Lucas Pretti

dezembro 4, 2007 às 0:49

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: